terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Life goes on!

Ser a última pessoa a saber das coisas é mesmo chato, possas. Errar uma vez é humano, mas duas... é burrice!

Meredith Grey, iloveyou

Uma história de amor

Deitada na cama, recordava. Os lençóis ainda tinham o cheiro activo do perfume que invadiu o quarto na passada noite. O suor tinha-se evaporado e os cobertores estavam agora secos, livres, despidos de presente e recheados de passado. As roupas espalhadas pelo chão constituíam simples vestígios de memória e restos de recordações. A cabeça dela estava à roda, envolta em pensamentos que o traziam para junto de si. Inevitavelmente deixava-se olhar para o vazio podendo, por breves momentos, sentir o rosto acariciado por uma mão firme e terna. A nostalgia não a deixava desprender-se da magia que sentira na noite passada, todavia era impossível e ela sabia-o. Contentava-se com o segundo lugar, com os dias de São Valentim sozinha no sofá da sala com uma garrafa de Vodka na mão. Foi tarde demais, ele já estava noivo. Um amor de adolescência não morre, mas pelos vistos pode ser ultrapassado. Sempre se amaram e ela sentia-o todas as vezes que o seu olhar lhe tocava, mesmo que de soslaio. "Não a posso deixar", dizia ele com sofrimento nos olhos e pesar na alma. Jurou a si mesma que iam parar. A situação estava a tornar-se insustentável, cada vez o vazio se alastrava mais e ela já não sabia partilhar o seu grande amor com uma mulher qualquer. Como é triste saber que o coração que nos pertence está entregue a outra pessoa, na posse de outras mãos, ao dispor de outra entidade...
Suspirava. Corria os dedos pelo corpo, agora frio. Fechava os olhos e interrogava-se sobre o porquê da sua separação há muitos anos atrás. Qual a razão para duas pessoas que se amam se separarem? Serão as diferenças mais fortes? Falarão as adversidades mais alto? "Não, basta destes pensamentos", dizia para si mesma, abanando com a cabeça. Já chega. Não queria continuar a ser a outra e a preencher o vazio que ele sentia porque também a amava. Por outro lado, sabia que todos os dias seriam um tormento sempre que olhasse para o telemóvel e a sua mensagem não chegasse, sempre que se fosse deitar e o outro lado da cama estivesse vazio, sempre que contemplasse que Lua e esta nada lhe pudesse dar.
Levantou-se. Tomou a derradeira decisão de tentar encontrar aquele que a pudesse fazer verdadeiramente feliz. Estava farta de meio-amar, meio-ter, meio-sentir. Precisava de sentir-se novamente completa, desejada e amada.
Chorou enquanto caminhava em direcção à casa de banho, com a certeza de que jamais voltaria a amar alguém como amou aquele homem, mas convicta de que iria descobrir um novo amor, não o amor da sua vida, pois esse já o havia perdido, contudo por vezes as coisas são mesmo assim - o amor da nossa vida e aquele com quem ficamos não são a mesma pessoa.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Love it!!!

Bob Marley diz:

«Difícil não é lutar por aquilo que se quer, é sim desistir daquilo que se mais ama.
Eu desisti. Mas não pense que foi por não ter coragem de lutar, e sim por não ter mais condições de sofrer.»

Is love enough?

Até há bem pouco tempo eu diria que sim. Diria que chegava e sobrava para sermos felizes, realizados, para adormecermos e termos sonhos perfeitos e para acordarmos com um sorriso no rosto. Diria que era tudo, era o essencial, era o bem maior que uma relação poderia ter. Diria que estar apaixonado e estarem apaixonados por nós era, simplesmente, a melhor bênção que um casal poderia ter. Hoje reflicto sobre o porquê de não chegar. Porque hoje sei que não chega. Tento quase desesperadamente dar tudo de mim e o que não tenho para dar. Tento não ligar a pormenores, a discussõezinhas, a trocas de palavras mais hostis, mas não consigo. É superior a mim. Eu gostava muito de poder dizer que posso estar bem quando não estou bem com quem amo. Gostava que me passasse ao lado, que agisse naturalmente com o pensamento de "há-de ficar tudo bem". Todavia, não. Não, não e não. Talvez eu precise demais, não digo que não. Talvez eu peça o que a outra pessoa não me pode dar. Eu preciso de sentir o amor a apoderar-se do meu corpo e dos meus pensamentos todos os dias, a cada dia. Não quero que tudo se torne numa rotina, uma fatídica rotina que leva à ruptura. Não queria que houvesse ruptura, mas eu já não sei agir sem estar em conformidade com o meu pensamento. Depois há sempre um anjo da guarda que vem limpar as lágrimas, que faz sorrir que me diz que tudo ficará bem. Há um anjo da guarda que me mostra o lado bonito da vida. Mas mesmo assim... Inexplicavelmente o ardor que sinto dentro do coração não cessa. Apazigua, mas não acaba. O ciclo vicioso tende a repetir-se vezes e vezes em conta e eu já não sei não sofrer.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Fim-de-semana em cheio!

O meu irmão ganhou os joguinhos todos lá no Benfica e ainda marcou 2 golos lindos! O Benfica ganhou (à rasca, eu sei) ao Feirense. E o Porto perdeu com o Gil Vicente 3-1. Melhor fim de semana em termos futebolísticos era quase impossível!

Are they?

Dear time, could you please erase memories?


Ia agora a caminho da cama, mas voltei para trás. Voltei porque precisava de desabafar sem falar. O meu relógio digital marca 01:09h da manhã e eu estou aqui sentada ao computador. Estou naquela fase em que se não tivesse vizinhos, gritava. Mas como já aqui disse, tenho piedade deles, então limito-me a carregar violentamente nas teclas  (mas não muito que o computador é novo). Estou numa daquelas noites em que me lembro de tudo. Vá-se lá saber porquê... Eu até sei, mas fiquemos por aqui. E começo a imaginar coisas. Muitas coisas. Algumas delas serão, com certeza, verdade. Outras, talvez sim, talvez não. E outras serão apenas ilusões e invenções deste meu cérebro que não pára. Mas aqui a questão é outra. A questão é que não sei esquecer. Esquecer não é bem o termo, porque as coisas não se esquecem. Digamos que não sei arranjar uma maneira de as memórias me deixarem de ferir. Contudo, por mais estúpido e idiota que pareça, ao escrever sinto-te mais perto. Sinto que voltámos a ter aquela ligação imaginária que nos ligava em qualquer altura, em qualquer lugar. Sei que escrevo e tu não lês, e que até há quem leia e pense "olha, ela está a escrever para mim". Mas não, não estou. Estou a escrever para o vazio, para uma parte de mim que já não existe, todavia que num passado mais ou menos longínquo, existiu. Tenho saudades dessa parte de mim, e tenho ainda mais saudades do que despoletava essa parte de mim. Aos poucos aprendemos a viver com restos de alma, com cacos de coração partido, com sobras de esperança e reservas de amor. Aprendemos a viver com o que temos e com o que não temos. O tempo cura tudo, é pena não apagar as memórias... É pena não apagar as memórias...

sábado, 28 de janeiro de 2012

8 coisas que tornam os homens apaixonantes


Concordo, sobretudo com:
  • Perfume! O perfume é mesmo uma arma daquelas...!;
  • Corte de cabelo! Todas as raparigas gostam de ver um cabelo bem tratado e todo giro;
  • Cara de mau com coração romântico! Qual é a mulher que não gosta de um "bad boy" que se derrete com ela?!

Sondagem Nº 29 - Qual a época do ano que mais gostas?


Os resultados não me surpreenderam. É quase do senso comum que a maioria das pessoas prefere os dias de sol e a praia aos dias gelados cheios de mantas e cobertores. Ficou, no entanto, também provado que o Natal continua a ter um grande impacto na vida de algumas pessoas. Talvez o reencontro das famílias, talvez a união, talvez o amor... Talvez muita coisa, mas todos sabemos que esta época é, de facto, uma época mágica.
Aqui ficam os resultados da votação:
1º lugar - Férias de Verão - 50 votos - 78% da votação;
2º lugar - Natal - 11 votos - 17% da votação;
3º lugar - Páscoa - 2 votos - 3% da votação;
4º lugar - Halloween - 1 voto - 1% da votação
5º lugar - Passagem de ano e Carnaval - 0 votos - 0% da votação

Obrigada por terem, mais uma vez votado. Espero que continuem a fazê-lo. Até à próxima*

Verdadeiro amor. Only in movies?


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Surprises...


Adoro surpresas. São das melhores coisas que me podem fazer. Adoro ficar com um sorriso estúpido, a tartamudear, com as bochechas coradas, sem saber o que dizer, a tapar a cara e a querer dizer à outra pessoa o quão feliz fiquei com um gesto simples, mas que apenas me surpreendeu. Ai, surpresas, surpresas... Adoro surpresas.

Não podia estar mais de acordo

Um doce que recebi


A AnaBrito do blog Meu Refúgio, que desde já aconselho que visitem porque é um amor, ofereceu-me um selinho muito bonito. Este selo é destinado a blogs com menos de 200 seguidores. Fiquei super feliz quando vi que tinha sido uma das 5 escolhidas para a entrega deste selo e que ela gosta de ler o meu blog e o considera merecedor de um miminho destes. Um grande obrigado para ti, querida!


Para que este prémio tenha continuidade as regras a respeitas são as seguintes:
1. Ponha o link de quem lhe enviou o selinho no post;
2. Cole o selo do prémio;
3. Escolha cinco blogs para prémio (blogs com menos de 200 seguidores); 
4. Informe os destinatários sobre sua nomeação, comentando nos respectivos blogs;

Aqui ficam os meus escolhidos:

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Mas, e este tempo?

De manhã está um frio de rachar, tenho de vestir uma camisola, um casaco mais fino, um outro mais grosso, cachecol, luvas e, por vezes, o frio consegue atingir a pele e dá-me uns arrepios de morte. À tarde está um tempo ameno e até agradável. Uma pessoa já não sabe como se há-de vestir!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Dava jeito, dava...!

Sherlock Holmes - Jogo de Sombras


Hoje a tarde foi de cinema com as amigas e o amigo. Depois de um teste de Matemática A que tanto derreteu os neurónios, um bom filme era o necessário para desanuviar. Aconselho vivamente este filme. Um misto de acção, aventura e comédia, tornam este clássico extremamente interessante. Os mistérios do Sherlock são sempre brutais e este não foi excepção. Confesso que no final do filme estava assustadíssima (se já viram sabem porquê e se ainda não viram, vejam e saberão!). O  Robert Downey Jr. está, como de costume, com o seu sentido de humor super peculiar mais que apurado e, acompanhado pelo Jude Law fazem uma dupla engraçadíssima. A mina nota, de 0 a 10 seria um... 8!

P.S. Fiquei escandalizada com o preço dos bilhetes de cinema. Agora o preço do cartão jovem é igual ao de estudante -.- onde isto vai parar...

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O/A tal


As pessoas entram. Ficam. Permanecem. Mantêm-se. Marcam. E saem. Todas estas etapas constituem a realidade do que é uma relação. Qualquer relação. Há como que um "clique" que nos permite dar abertura suficiente de modo a que uma pessoa tenha o à vontade necessário para preencher os nossos dias. Um processo lento e demorado cheio de sorrisos, gargalhadas, conversas, fervor, partilha e conhecimento. Passada esta fase, segue-se a entrega. É muito simples - entregamo-nos. E fazêmo-lo tão levianamente que nem nós nos apercebemos do que se está a suceder. Sabemos, contudo, que estamos a oferecer uma parte de nós, uma parte de nós extraordinariamente especial, a outrém. E o que esperamos da pessoa em quem depositámos tal confiança, mesmo que sem querer, é que cuide. Que cuide, que trate, que se preocupe, que agrade, que acarinhe. Não nos passa sequer pela cabeça uma término para todo aquele sentimento explosivo que nos invade e nos consome e nos torna diferentes. Queremos simplesmente viver o momento e vivê-lo com a pessoa que sentimos com toda a plenitude que nos completa, numa complementaridade tão constante que nos faz sonhar com o "para sempre". De um instante para o outro, sem sabermos bem como ou porquê, a história de amor passa a inferno. Inferno? Inferno é eufemismo. O certo fica incerto. O seguro, inseguro. O perfeito, terrível. Os sorrisos, lágrimas. O amor, indiferença. Os beijos, desprezo. O carinho, repulsa. O tudo, nada. O "para sempre", "nunca mais". "E pronto" - pensamos nós - "mais umas quantas juras caídas por terra". Como se isto fosse passar assim, com uma pequena consciencialização de que acabou. Esquecemo-nos, portanto, de que quando acabou não levou só a nossa cara metade, mas também uma parte de nós. A parte mais bonita de nós. A parte que não tinha remorsos, nem rancor, nem maldade nem ódio. Uma parte feita à base de ingenuidade e pureza. Perdemos uma parte de nós e, irrevogavelmente, vamos mudar. Vamos transformar a nossa personalidade. Criar defesas. Lutar contra sentimentos. Fugir do amor e do que dele advém. E agora, perguntam vocês, o fim da história. O fim? Não há. Irá aparecer uma nova pessoa e o ciclo repetir-se-á sucessivamente, até, miraculosamente, o/a tal aparecer e não abandonar o nosso coração.

Notícias da minha pessoa

Já fiz o meu teste de Matemática A. Agora tenho de começar o trabalho de Psicologia. Mas como o stress não é tanto, eu vou dando notícias mais regularmente. Ai, preciso mesmo de ir ver a Anatomia de Grey, hoje não pego em nada da escola. N-a-d-a.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

sábado, 21 de janeiro de 2012

Já vos falei dos meus sonhos?

Pois é, odeio quando são suuuuuper bons e quando acordo, adivinhem: mentira.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Más notícias

Derivado do facto de ter teste de Matemática A na terça-feira e de ainda não ter estudado nada por causa do passado teste de Biologia, a minha vida social irá morrer nestes dias. Sem mais assuntos de momento, vou marrar.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Frases "um dia" #21


Um dia digo-te nos olhos tudo o que ainda não disse.

Sócrates diz:

«Deve temer-se mais o amor de uma mulher do que o ódio de um homem.»

Só para não dizer que não falei dos Globos de Ouro


Para mim, a  Kate Beckinsale ia linda!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Bad guys VS Good guys

Que stress

Amanhã teste de Biologia, terça de Matemática A. Oh 12º ano, acaba rápido porque a vida dos Universitários parece muito melhor!!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Saudades


Tenho-as com tanta força e tantas vezes, que sinto que já não me cabem no peito. Não cabem? Claro que cabem, e só têm de caber. Há saudades que não se podem matar, que só se acumulam e aumentam e ganham uma dimensão tão acentuada que, por vezes, é difícil ignorar que elas lá estão. Quando a noite cai, intensificam-se. Porque a noite me traz uma nostalgia, uma recordação veemente e incessante do que foi e já não é. Um desejo avassalador de te tocar e abraçar. Umas vezes deito-me na cama, outras vou conversar com a Lua, outras tantas limito-me a olhar para as recordações. Já dizia Shakespeare "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." e, de facto, eu não necessito de olhar para as coisas que olho para saber como é o teu sorriso, o teu jeito, a tua voz, a tua forma de ser. Mas gosto de olhar. Gosto de me presentear com um pouco do passado, já que o presente não te traz para perto de mim. Regozijo-me por tudo o que aconteceu, não aconteceu e podia ter acontecido. As saudades são apenas o reflexo da frase que antes usava muito "There are things that will never die". E conforme o tempo passa, mais disso eu me convenço. Mesmo que os caminhos sejam opostos, o Sol que te guia será sempre o mesmo que o meu. E sabes que mais? Se o Sol nos guiar para o mesmo lado, lá nos havemos de encontrar, caso contrário as saudades vão continuar a estar como estão: umas vezes verdadeiramente insuportáveis, como hoje, e outras vezes quase dissipadas pelas memórias. No fim, no fim eu acredito que: Everything happens for a reason.

Daquelas coisas que eu a-doro


Pão quentinho com manteiga e chá preto. Ai, ai...!

Um pouco de mim

Qual a tua viagem de sonho? Nova Iorque
Quem era o/a teu/tua melhor amigo/a de infância? Anaís e Nádia
Qual a marca do teu telemóvel? Nokia
É touch? Siim
Quantas mensagens tens no telemóvel? 154
Quantas horas de chamadas tens desde que o compraste? 166:46:48
Qual a marca do teu computador? Sony - Vaio
Tens as unhas pintadas? De que cor? Sim, de roxo
Gostas de te maquilhar? Nem por isso, só em festas, mas não tenho grande jeito!
Qual é o teu livro favorito? O Diário da Nossa Paixão (The Notebook)
Qual é o teu filme favorito? Tenho vários, mas escolho dois de cada tipo. Acção: 72horas e Busca Implacável. Romance: Diário da Nossa Paixão e Titanic. Histórico: Braveheart e Rei Artur.
Qual é a tua série favorita? Anatomia de Grey!!
Qual é a tua música favorita? Someone like you, Rolling in the Deep e When you say nothing at all
Qual o teu jogo favorito? Sims!
De que cor é a tua mala da escola? Tenho várias malas para a escola, mas a mochila é azul da Eastpak
Já beijaste algum rapaz cujo nome começasse pela letra S, N ou R? Não.
Alguma vez mentiste? Quem é que nunca mentiu?
Qual é o teu nome do meio? Madeira
Gostas do teu nome? Do primeiro sim, do último não
Do que mais te arrependes? De ter feito as coisas erradas nas alturas certas!
Odeias alguém? Não, isso era sentimento a mais por alguém que não queremos saber.
Tens o que precisas para seres feliz? Definitivamente
Se pudesses mudar algo no mundo, o que seria? O facto das pessoas que gostamos terem de morrer
Perdoavas uma traição? Nunca passei por isso, mas tenho quase a certeza que não.
Já amaste verdadeiramente? Ainda sou muito nova, é verdade, mas penso que sim
Preferes uma relação estável ou aberta? Estável.
Não sais de casa sem fazer o quê? Sem lavar os dentes ahah
Não vives sem o quê? Sem as pessoas que me fazem feliz
O que adoras? Todas as pessoas que fazem parte da minha vida, Verão, Filipinos, chocolate e cinema
O que odeias? Falsidade e mentiras
Se o mundo acabasse amanhã, o que fazias? Tudo o que não tenho coragem para fazer porque sei que no dia a seguir tenho de arcar com as consequências. Se o mundo acabasse amanhã... Fazia mesmo muita coisa hoje...!

Sabias que a cor do teu cabelo tem significado?

Achei isto giríssimo e acho que a minha descrição até combina com a cor do meu cabelo ahah! Leiam e digam-me o que acham.

Loiros: quem tem esta tonalidade é sensual e recorre a olhares provocantes para conquistar as pessoas. Extrovertida, tem sempre um grupo de admiradores e exerce magnetismo nos outros sem que perceba. Ousada, falante, franca e sincera, fica aborrecida quando seu parceiro exige exclusividade. Seu lema de vida é liberdade. Não gosta de sentir-se presa; sempre se esforça para ficar em alto astral

Pretosé fiel e não gosta de aventuras. Apresenta certa timidez, mas é uma hábil sedutora no amor. Romântica ao extremo, se mostra sempre apaixonada, o que fortalece a relação aos olhos da pessoa amada. É uma pessoa paciente. Dignidade é sua marca registrada. Tem prazer em mimar seu parceiro. Expert em conseguir o que quer do seu amor, nasceu para casar.

Castanhos: prática, é mais razão do que coração e sabe o que quer da vida. Possui uma constituição forte e raramente adoece. É metódica no seu trabalho. Pode ser possessiva e exageradamente briguenta quando fica com ciúmes. Gosta de estar onde existe movimento. Exige muito, cede pouco, principalmente no que diz respeito à liberdade. Adora receber elogios e tem muitos amigos.

Ruivos: ambiciosa, poderosa e muito possessiva. Adora a paixão. O problema é que, às vezes, se apaixona por homens casados. Não tem medo de expor suas emoções. A ruiva é do tipo que você ama ou odeia. Não existe meio termo com ela. Gosta do universo espiritualista. Apaixonada pela natureza, mas de uma hora para outra, pode mudar de estilo e se tornar uma mulher urbana.

Descoloridos (brancos): reservada, possessiva e com grande capacidade de julgamento, desperta toda espécie de emoção nas pessoas, menos a indiferença. Tem o dom de convencer, pois sempre acha que está certa. Inquieta e arrojada por natureza, está sujeita a tomar decisões apressadas. Não confia em ninguém e é uma boa administradora. Coloca em andamento todos os seus projetos com sucesso. Inspira lealdade nas pessoas.

Naturais: se você evita a todo custo pintá-los, mesmo que já estejam com os primeiros fios brancos, denota que teve boa infância, por vezes até conservadora por parte dos seus pais. É uma mulher compreensiva, sempre pronta a perdoar os erros da pessoa que ama. Provavelmente, tem a tendência a seguir o naturalismo, incluindo o vegetarianismo.

E que tal, combina com vocês?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Estava a pensar em razões para sorrir e lembrei-me de uma IMPORTANTÍSSIMA!

O Benfica está isolado em 1º lugar. Oh yeah!

How to live

Prince Enchanté







O Dioguinho está super crescido! Já ri e faz carinhas fofas para nós: beicinho e deita a língua de fora. Faz no dia 2 de Fevereiro 3 mesinhos. Está lindo de morrer!

sábado, 14 de janeiro de 2012

E afinal de contas, o que é o amor?


Durante a passada semana, na sequência de um trabalho de Psicologia, eu e o meu grupo fizemos questões relativas à atracção, agressão e intimidade, sendo que a pergunta final era "o que é, para ti, o amor?". As respostas foram muito variadas. Houve pessoas que disseram que "é um sentimento que nos faz sentir bem", outras que "é uma necessidade biológica", outras ainda que "é algo inexplicável através de palavras". A minha resposta foi "é o que se sente quando dois olhares se tocam e o silêncio fala por si". Mas é muito mais que isto, não é? Eu apenas quis fugir à típica resposta, apenas tentei olhar para o lado poético do amor e imaginar a magia que se sente quando encaramos quem amamos. Pelo que pude averiguar, as respostas foram tantas, mas tantas, e tão distintas que não posso fazer um resumo de o que é o amor para os alunos de 11º e 12º ano da ESAA. Acho que todos estamos de acordo quando afirmo que o amor é dos sentimentos mais difíceis e controversos de tentar descrever, pois ele existe personificado de tantas formas, tamanhos e feitos, com tantas intensidades e tantas vertentes que poderemos continuar, por longos e longos anos, à procura da resposta da inesgotável pergunta: "e afinal de contas, o que é o amor?"

YEAH!!

Método de estudo infalível


Ficar sentada à secretária quando o chão do quarto está molhado. Não há nada a fazer. Abre-se os livros e pronto. Estuda-se.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Dias de frio

Estes dias de frio só são bons quando eu posso ficar a tarde inteira no sofá um uma tablete de chocolate numa mão, o comando na outra e um filme a passar na TV. Era bom, era...

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Só me faltava mais esta

Ontem estava adoentada e com dores de garganta. Hoje a febre veio em força e mal me consigo mexer. Damn!

Thank God!

Keep calm and eat chocolate

Os testes começam para a semana. Eu que contava que o primeiro teste fosse no final de Janeiro, fui surpreendida pela antecipação do teste de Biologia do dia 6 de Fevereiro para o dia 19 de Janeiro. Que tristeza. Contava dedicar-me a Matemática A durante este mês e a stora vai antecipar-me o teste! Compreende-se, teve um problema de saúde, contudo é sempre desagradável ter uma ideia na cabeça e desalinharem tudo. Enfim, temos é de ser versáteis, não é? De resto a vida vai calma, e quando não vai, empanturro-me de chocolates até não poder mais. Digo-vos, são a minha perdição, e quando me acontece algum contratempo eles não saem do meu quotidiano. Por acaso tenho um pacote de Filipinos da chocolate preto em cima da secretária e estou a fazer um esforço sobrenatural para não lhes tocar visto que estamos quase na hora de jantar. Ando com uns desejos súbitos de comer bolo de brigadeiro, já não como há imenso tempo!! E como eu adoro aquele bolo... A minha vidinha vai assim... completamente desinteressante!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

In love...

In love, we ask for perfection. But, unfortunately, nobody is perfect. The point is to find someone who doesn't give a shit for your thousands of imperfections.

Use a condom, always!!

domingo, 8 de janeiro de 2012

Smiling

Passei a manhã a ver a Anatomia de Grey. Aquilo às vezes tem umas frases... Umas frases que me fazem pensar. E fico feliz quando as consigo aplicar à minha vida. Quando elas me dão inspiração para tirar um peso dos ombros e colocar um sorriso no rosto. Afinal de contas, o que eu quero é sorrir. E hoje, hoje consegui sorrir.

Lets play again!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Aniversário das celebridades #20


Hoje o actor Nicolas Cage faz 48 anos. Vamos compará-lo com o Brad Pitt? É que são da mesma idade!! (é melhor não irmos por aí...). É um actor do qual não gostava muito, mas adorei a actuação dele no filme Transgressão. Happy b-day!

Olá fim de semana, fica por uns tempos


Como é bom acordar tarde a um sábado de manhã quando se adormeceu às tantas de sexta feira. Adoro fazer ronha e ficar a engonhar nos lençóis, até a fome falar mais alto e me obrigar a ir à cozinha comer um pacote de bolachas cheias de chocolate. Este fim de semana vou ter de estudar. Sim, eu também acho que é uma bela merda. Mas tem de ser. Espero ir ao fórum ver de uns saldos, porque comprei muito pouca coisa - apenas um soutiã e umas calças de napa (que são lindas!). Estou tão preguiçosa que só me apetece voltar para a cama, tapar-me, e ver os meus dois episódios da Anatomia de Grey da T3 que tenho em falta. E claro, o novo da T8 que também meti a gravar. Disseram-me que o Spartacus começava por Janeiro não é? Alguém sabe o dia em que começa na Fox (?). Ah, e no meu dia de anos o Walking Dead retoma os nossos ecrãs. Eu que não ligava nenhuma a séries, raramente as via, e se via era o Dr. House que dava na TVI, agora sou completamente viciada e não posso perder um episódio. Logo vos vou fazendo um up date do meu fim de semana. Mas, como diz o Bruno Mars, "Today I don't feel like doing anything"

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

OMG!! Stretchiest skin - Guinness World Record

10 das celebridades mais feias do mundo

 Marilyn Manson 
 Jocelyn Wildenstein
 Michael Berryman
 Marty Feldman
 Clint Howard
 Shane MacGowan
 Kelis
 Kelly Osbourne
 Donatella Versace
Iggy Pop

Mais aqui

I wanna be...