quarta-feira, 7 de março de 2012

Hoje apetece-me falar das pitas

No meio do meu estudo de Matemática A para o intermédio que vou ter na terça feira que vem, pus-me a pensar acerca de "pitas". Ora, ser pita faz parte da idade. É inerente a algumas, digamos. Há uma altura da nossa vida que somos bombardeadas por hormonas, emoções novas, sentimentos novos, um novo mundo a imensos níveis e nós, raparigas, muitas vezes não nos sabemos adaptar. Umas têm cabeça para seguir um rumo normal, outras nem tanto. Às vezes pergunto-me qual será a intenção de uma rapariga pôr uma foto em soutiã numa rede social. Uma foto em biquini, natural. Nada contra. Mas uma rapariga que está no seu quartinho e se lembra de pegar na máquina fotográfica e tirar uma foto às mamas, qual é o jeito?! Ah esperem, esperem, ter muitos gostos na foto do facebook, conseguir mais amigos, ser muito popular e intitulada de "boazona" (quando é o caso, porque muitas vezes, valha-me deus!!). Desacreditem que isso vos torna mulheres. Os rapazes de 13/14 anos até podem achar muita piada por verem o soutiã da colega, mas daqui a uns anos vão arrepender-se. Porque é que querem dar nas vistas? É assim tão importante para o vosso ego? Isso não vos torna mais mulheres, mais adultas. Torna-vos p-i-t-a-s! Andar aos gritos no meio da rua, colocar música com colunas para toda a gente ouvir, rir à gargalhada exageradamente alto, usar mini mini mini saias e mini mini mini calções e mini mini mini tops, empurrarem-se umas às outras contra as pessoas que estão à vossa volta, etc etc é r-i-d-i-c-u-l-o! Acreditem-me, os rapazes não vos vão achar melhores por isso. Aliás, muitos (os decentes!) vão achar-vos muito piores. Provavelmente se alguma "pita" se revir nestas atitudes há-de, certamente, pensar "esta sabe lá o que está a dizer, eu sou tão fixe", mas depois, daqui a uns aninhos, vão olhar para trás e perceber que essas atitudes que consideravam ser super atraentes são absurdas. Mas pronto, são só devaneios...

4 comentários:

Raquel C disse...

Penso exactamente o mesmo. É rídiculo os comportamentos tão desadequados e a mania de quererem ser tão adultas e de ser populares, leva-as a fazer coisas deprimentes, como tirarem fotos de soutien e afins como tu referiste, de quererem fazer tudo muito cedo e muito rápido, só demonstram que não são nada, do que simples miúdas com as hormonas aos saltinhos por dentro delas. Se querem ser respeitadas por um rapaz ou homem decente, têm de se respeitar a elas próprias e ao fazendo este tipo de coisas não estão a respeita-las, e só nos irritam com os seus gritinhos e parvoices despropositadas.

Joana Filipa disse...

Tal e qual! É mesmo essa a minha linha de pensamento...

Margarida Mendes da Maia disse...

É verdade, mas acho que há pessoas com idade suficiente para ter juízo que ainda não sabem comportar-se. Um bom exemplo são as lutas pela popularidade, o convidar 100 pessoas para a festa de anos porque se vai ter mais presenças, pôr fotos em biquíni que não têm nada de inocente (só mesmo para mostrar o corpo), as que falam mal das outras pela ameaça que elas representam para a sua hegemonia de popularidade e ainda as que têm que evidenciar e provar as suas relações amorosas à comunidade do facebook com biliões de musiquinhas e "amo-te"s que não significam nada. Há tantos exemplos, concordo e acho essas "pitas" algumas já com 17-18 anos bem ridículas! Mas pronto, temos de viver com elas mas são sempre motivo de riso! :)

Joana Filipa disse...

Há muitas formas das raparigas mostrarem a sua falta de maturidade, o seu desamor para consigo próprias. Sim, porque em muitos casos já não é falta de pudor, é mesmo não se respeitarem a si próprias. A luta pela popularidade, pela conquista do lugar de "melhor" despoleta muitas atitudes completamente estúpidas que as miúdas consideram ser fantásticas e "super fixes". Enfim, é isso mesmo... Temos de aprender a viver com elas e a controlar a vontade de lhes dar um par de estalos e dizer "acorda para a vida"!