terça-feira, 30 de outubro de 2012

Choro

Deito-me na cama e, quase sem dar por isso, as lágrimas escorrem silenciosamente pelo rosto. Nem eu sei bem pelo que choro, só sei que tenho vontade de chorar. Talvez pela falta, talvez pela indiferença, talvez pelo que ficou por viver. Não sei. Choro pela saudade. Sim, deve ser pela saudade. Ou então não. Choro porque já não é presente e se transformou em passado. É isso, choro pelas memórias. Choro porque são demasiado boas e eu não as consigo apagar. Fico em silêncio, de olhos fechados e com a almofada cor-de-laranja contra o peito. Aperto-a com força. E revivo os momentos. Escassos momentos de imensa alegria. Mas são memórias. Aquecem, consolam, mas não nos fazem feliz. Porque não são verdade. E pior ainda, é que foram verdade, um dia, mas deixaram de o ser. E o que magoa mais não é não ter, é saber que já se teve. É um pesadelo, apenas um pesadelo do qual vou acordar. E quando acordar tu vais estar lá, a olhar para mim, com os teus olhos brilhantes e dirás "foi só um sonho, princesa, eu estou aqui e estarei sempre".

12 comentários:

Mariana Ramos disse...

ai miga..

AnaBrito disse...

Força linda.... Beijinho

Joana Filipa disse...

Ai Mari...!

Joana Filipa disse...

Obrigada! Beijinho *

Fi disse...

Foi 1 pensamento bonito.. e triste.. com o qual me identifiquei, e que me tocou na alma mesmo :( há que ir buscar forças onde vamos conseguindo. Beijinho enorme linda

Rui Costa disse...

mt bom, força ;)

Joana Filipa disse...

É isso mesmo, força também! Beijinho

Joana Filipa disse...

Obrigada :)**

Tita disse...

Escreves muito bem ! parabens

Anónimo disse...

Gosto muito do teu blog , mas acho que podias dinamizar mais... fazes mais publicações,de assuntos variados, escrever o teu dia a dia, falar sobre a faculdade, sobre música ,amor sobre a vida :)

Joana Filipa disse...

Obrigada! *

Joana Filipa disse...

Eu o ano passado dinamizava mais porque tinha mais tempo, escrevia todos os dias e várias vezes ao dia até, mas tenho muito menos tempo e às vezes é complicado conciliar! Todavia, obrigada pela sugestão! Beijinho