sábado, 27 de novembro de 2010

Devaneios de aulas secantes de F.Q.


Ambiguidade

E afinal o que é?
Sentimento fugaz
ou vivência duradoura?
Oferece-nos paz,
uma felicidade enganadora.

Dá-nos de tudo,
elegria e emoção.
Magoa-nos e destrói-nos.
É uma entrega em vão.

Vivemos e criamos.
Sonhamos, mas destruímos.
Sentimento impostor,
és tu, oh amor.

4 comentários:

Milhano disse...

Lindoooo! parabens e continua :b

Guilherme Meirelles disse...

Mais uma divagação sobre a indefinição do amor, certo? Eu quando tento escrever só surge este tópico por isso desisto mas para um devaneio esta perfeito (ou o mais perto disso possivel) ;)
PS: Não pares agora (L)

Gustavo disse...

Tinhas razão. Ou sou eu que estou a tornar-me previsível, ou então é este poema que está mesmo bom. Já sei que posso esperar de tudo da tua escrita.
Consegues sempre surpreender :D

Joana Filipa disse...

Obrigada meus lindos