segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Not the perfect guy, but my guy


Penso que não peço nada de extraordinário. Que me faça sentir bem e viva, que me dê aquela palavra naquele momento, que me faça sorrir nos momentos mais inesperados, que me diga que me ama, que me dê atenção, que me segrede ao ouvido coisas bonitas naqueles dias em que estou mesmo impossível. Um companheiro, um amigo, um confidente. Um rapaz que não me veja como "só mais uma". É muito? É demais?
Não preciso de um príncipe encantado, com as medidas certas, um metro e oitenta e cinco e a cara de uma estrela de Hollywood. Preciso sim de olhar para ele e ver beleza onde mais ninguém vê, de sentir a sua presença mesmo quando está longe, preciso de um calor humano que sirva de porto de abrigo.
Será que esse rapaz está a ler isto? Será que algum dia vou encontrar o "tal"?
I hope so, in this life or in the other.

5 comentários:

Milhano disse...

aii bue triste joaninhaa :x claro que vais encontrar o tal! :b

Guilherme Meirelles disse...

Porque excluis a hipótese de já o teres encontrado?

Joana Filipa disse...

Não sei...

Guilherme Meirelles disse...

Então quem saberá?

Joana Filipa disse...

Provavelmente ninguém