sábado, 11 de dezembro de 2010

"Seven"


Seven. É daqueles filmes que nos deixam a pensar no valor da vida e no seu sentido. Na sequência de o ter visto, escrevi o texto abaixo.
Deixo-me impressionar com pouco, eu sei! Eu até esperava aquele final, mas não estava emocionalmente preparada.
Vejam, eu aconselho. Mais que não seja pelo Pitt e pelo Freeman que são e-x-c-e-l-e-n-t-e-s.

2 comentários:

M.A. disse...

Bom gosto Joana, é um dos meus filmes favoritos. O final é estrondoso.

Joana Filipa disse...

Obrigada :) Quando ele falou em "dois corpos", eu pensei na mulher do Brad e no bebé (já que estava grávida não é!!). Afinal de contas eram a mulher e o próprio assassino.. Teve a sua piada. Tecnicamente foram 3 corpos e não 2 x)